Um blog criado de pessoas para pessoas

Como eu Quebrei Minha Loja Virtual

Como eu Quebrei Minha Loja Virtual

Um tema que assombra muitos empresários e certamente irá assustar ainda mais depois de ler este artigo “Como eu Quebrei Minha Loja Virtual”. Não, isso não é uma fórmula milagrosa para você gerar mais vendas através da internet. Este material é justamente para alertar aos interessados em iniciar uma loja virtual sobre os perigos e os deveres que cercam este tipo de negócio.

 

Primeiramente, ter uma loja virtual é o mesmo que abrir uma filial da sua loja física. Se você tem uma loja física e pretende iniciar as atividades na internet e gerar mais vendas “parabéns” este é o mercado que mais cresce no mundo e certamente só tem a crescer ainda mais e mais.

 

Se você já iniciou a sua loja online e não está tendo o resultado esperado provavelmente você começou da forma errada o seu negócio. Geralmente tem duas razões para isso ter ocorrido.

 

1 – Apareceu algum abençoado vendedor em sua porta e fez mil propostas para você criar uma loja virtual e começar a vender os seus produtos na internet em poucos dias super fácil e com investimento razoavelmente baixo algo em torno de cinco ou seis mil reais.

 

É só cadastrar os produtos e começar a vender!

 

Isso não é verdade: Para ter uma loja virtual deve-se primeiramente fazer um bom planejamento sobre o que se pretende com esta loja virtual.

 

  • Qual o público
  • Qual é o produtos
  • Qual a forma de pagamento
  • Qual a forma de entrega
  • Como embalar o produto
  • Como divulgar a loja
  • Onde divulgar a loja
  • Quanto investir em publicidade
  • Quem vai gerir a loja
  • Quem irá dar suporte para o cliente

 

Estes são só alguns dos pontos que devemos estudar antes de abrir uma loja virtual, e geralmente o vendedor de sistema que bateu em sua porta não lhe apresentou esses quesitos, em sua grande maioria nem pensam nisso para o cliente. O objetivo do vendedor é vender uma plataforma que funcione para a empresa cadastrar e divulgar os produtos. Mas de que forma a empresa irá trabalhar com a loja virtual não é problema dele, e sim do proprietário da loja.

 

2 – Outra forma que geralmente as empresas se deixam levar é as plataformas prontas, as lojas virtuais gratuitas. É grátis e em menos de 30 minutos você já estará vendendo pela internet para o mundo todo!

 

Gente, isso não funciona assim. Criar uma loja virtual pode até criar em 30 minutos, começar a cadastrar os produtos é moleza, hoje eu tenho tempo e posso fazer isso. Mas e amanhã e depois de amanhã? você terá tempo para cadastrar mais produtos? para fazer a divulgação?

 

Ter uma loja virtual é algo muito complexo e extremamente recompensador, e um dos maiores motivos por eu estar dizendo isso é que você estará pensando fora da caixa, terá um mercado muito maior e as possibilidades são tão grandes quanto você possa sonhar. Mas lembre-se que sonhar é algo que você não tem controle, pode ser um sonho ou um pesadelo tudo depende do seu planejamento.

 

Como será a logística? quem irá embalar o produtos? quais os cuidados deve-se tomar com o seu produto?

 

E as perguntas não param, você precisa fazer todo um roteiro muito bem elaborado antes de colocar uma loja virtual oficialmente no ar. Não se deixe levar pelo impulso de que é fácil e em poucos minutos já estará tudo funcionando.

 

Após a loja estar pronta você precisará pensar nas formas de atendimento do cliente, pré-venda, tira dúvidas, pós-venda, mensagens regulares no celular e no e-mail sobre novos produtos e ofertas.

 

Abrir um e-commerce é um assunto que demanda de muito estudo e planejamento, não irei entrar neste momento no tema da qualidade das imagens, os banners de ofertas, e as campanhas patrocinadas nas redes sociais.

 

PENSE, PLANEJE E TENHA SUCESSO!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *